top of page
  • Foto do escritorObservatório das Desigualdades

Transfobia

Atualizado: 23 de abr. de 2023


O texto a seguir foi construído a partir da colaboração de Emily Mel Fernandes de Souza (mestra em Psicologia – UFRN). Para ver ou ouvir clique no vídeo acima!

A transfobia abrange o ódio, a aversão, a discriminação, os comportamentos discriminatórios (verbais, físicos, simbólicos, materiais e psicológicos) contra as identidades das pessoas trans (travestis, transexuais e transgêneros). Referem-se, portanto, a atitudes que discriminam as pessoas trans, impedindo a livre expressão das identidades de gênero das pessoas trans. A transfobia é uma atitude individual, de uma pessoa em relação a outra, geralmente de uma pessoa cis contra uma pessoa trans.


A transfobia é diferente de homofobia e de LGBTfobia. Enquanto a LGBTfobia é mais geral, a homofobia se refere aos gays (homens cis gays). Como observa Regina Facchini, ao discutir a dita sopa de letrinhas, cada letrinha tem sua peculiaridade e suas especificidades. Por isso, cada letrinha também expressa uma forma específica de sofrer discriminações, e possui demandas próprias.

Ela se origina em algo maior, que é o cissexismo e a cisgeneridade compulsória, que são eixos estruturantes da nossa sociedade. Nesses termos, quem não for cisgênero, sofre sanções, impedimentos e interdições, o que afeta justamente as pessoas trans, ou as pessoas não congruentes com seu gênero. Portanto, a cisnormatividade é essa violência mais abrangente, que se expressa na pressão para ser cis, e que alimenta a transfobia. É por isso que é fundamental estar constante (re)pensando nossas práticas e posturas em relação às pessoas trans.


Quer saber mais? Leia:

FACCHINI, Regina. Sopa de Letrinhas? Movimento homossexual e produção de identidades. São Paulo: Garamond Universitaria, 2005. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/282012.

RODOVALHO, Amara Moira. Cis By Trans. Revista Estudos Feministas, [S.L.], v. 25, n. 1, p. 365-373, abr. 2017. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1806-9584.2017v25n1p365.

SOUZA, Emilly Mel Fernandes de. (TRANS)PASSANDO OS MUROS DO PRECONCEITO E ADENTRANDO A UNIVERSIDADE: uma análise das políticas para pessoas trans* dentro das instituições públicas de ensino superior do rio grande do norte. 2019. 171 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Mestrado em Psicologia, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte,, Natal, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/29145/1/Transpassandomurospreconceito_Souza_2019.pdf.

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page