top of page
  • Foto do escritorObservatório das Desigualdades

Observatórios Sociais



Texto construído a partir da colaboração de Gabriellen Monteiro (graduanda em Gestão de Políticas Públicas - DPP/CCHLA/UFRN) Para ver ou ouvir clique no vídeo acima!

Em um primeiro momento, a ideia de observatório nos remete à astronomia: a observação de planetas e estrelas. Mas, a partir das décadas de 1980 e 1990, o termo também passou a ser utilizada para produção e divulgação de informações nas mais diversas áreas, e, inclusive, para instrumentalizar a participação social com informações.

Há muitos tipos de observatórios e nosso foco é o que denominamos de observatórios sociais. Por observatórios sociais entendemos as iniciativas com autonomia e que tem como objetivo monitorar problemas sociais ou políticas públicas, por meio de produção, disseminação e tradução de informações sobre as questões sociais.

Dessa forma, os observatórios podem contribuir com a transparência e a participação social e ainda melhorar as políticas públicas. Há muitas formas de estrutura observatórios. Uma delas é a criação dessas iniciativas nas universidades. E nesse caso, é possível que ela tenha participação da sociedade civil. Exemplos desse tipo de observatório são o Observatório das Desigualdades no Departamento de Administração Pública e Gestão Social da UFRN e da Fundação João Pinheiro e o Observatório da Metrópole. Há, ainda, observatórios governamentais, como o Observatório da Juventude (Participatório). Também existem observatórios da sociedade civil, como o Observatório Social do Brasil.


Quer saber mais? Leia:

AGUIAR, Sonia. Observatório da cidadania: monitorando as políticas públicas em âmbito global. Ciência da Informação, Brasília, v. 28, n. 2, p. 139-145, 1999.

BEUTTENMULLER, Gustavo. Observatórios locais de políticas públicas no Brasil: seu papel na produção, disseminação e transparência das informações. Dissertação (mestrado) - Escola de Administração de Empresas de São Paulo. São Paulo, 2007.

MADSEN, Nina; REZENDE, Marcela. Observatórios de gênero na América Latina: uma análise comparada – os casos do Observatório de Igualdade de Gênero da América Latina e do Caribe e do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero. Revista do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero (Edição Especial). Brasília: SPM, 2010, p. 120-130.

Marcondes, Mariana Mazzini; ARAUJO, Maria Arlete Duarte; MONTEIRO, Gabriellen Karinyn da Silva. In: Observatórios Sociais e desigualdades no Brasil: uma análise exploratória e descritiva preliminar. ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 44., 2020, on-line. Anais eletrônicos [...]. Maringá: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 2020. Disponível em: http://www.anpad.org.br/eventos.php?cod_evento=1&cod_evento_edicao=96. Acesso em: 19 out. 2020.





27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page